VÍNCULO GENÉTICO

O Teste de Paternidade também conhecido como “Teste de DNA”, refere-se à investigação de um possível vínculo
genético entre indivíduos. Esse nome ganhou notoriedade ao ser aplicado principalmente para comprovar a
paternidade entre um suposto pai e o filho(a) requerente. Entretanto, também pode ser utilizado para comprovar
maternidade, como em casos de possíveis trocas de bebês.

Tendo em vista que cada indivíduo possui 50% do seu material genético herdado da mãe e os outros 50% herdados do
pai, é possível, por comparação dos perfis genéticos, obter resultados com índice de paternidade superior a 99,99%.

O DB Molecular utiliza alta tecnologia na realização de seus testes. Para análise de vínculo genético, é utilizada a técnica
de STR-PCR em eletroforese capilar, utilizando um sequenciador automático validado para teste de identificação
humana.

A precisão dos testes de vínculo genético está relacionada ao número de locus analisados, que são padronizados e
utilizados em laboratórios nacionais e internacionais. Para garantir a confiabilidade do resultado, são analisados 22
marcadores SRT autossômicos (presentes em ambos os sexos) e 2 marcadores STR para a identificação do sexo dos
periciandos (Amelogenina e o DS391 do cromossomo Y).

O teste mais comum envolve apenas a participação do suposto pai (ou suposta mãe) e do filho(a) requerente (Códigos
DB: DUO ou DUOM). Entretanto, sempre que possível, é de suma importância a participação da mãe biológica, além do
suposto pai e filho(a) requerente (Código DB: PAT), pois desse modo permite-se isolar o material genético do filho(a)
requerente que foi herdado da mãe biológica, tornando o caso mais resolutivo.

Além disso, o DB Molecular realiza a investigação do vínculo genético quando o suposto pai ou suposta mãe são
falecidos ou ausentes. Nesses casos os resultados dependerão do sucesso na reconstrução dos genótipos da pessoa
falecida/ausente, que é realizada com base no perfil genético de parentes de primeiro grau. Nos exames
disponibilizados pelo DB molecular, o material biológico necessário para coleta se restringe às amostras do pai e mãe
biológicos do suposto progenitor investigado, logo na ausência deles, a realização do teste torna-se inviável.

INOVAÇÃO: TESTE DE PATERNIDADE PRÉ-NATAL NÃO INVASIVO

Atualmente, com os avanços das tecnologias, tornou-se possível a realização do teste de paternidade pré-natal não
invasivo (Código DB: PATNI), ou seja, a partir da 11ª semana de gravidez conseguimos analisar a fração do DNA livre
circulante do feto presente no sangue materno (sem qualquer risco para a mãe e para o bebê) e comparar com a
amostra de sangue da mãe e de até dois supostos pais diferentes (Código DB: PATNI2).

O exame não pode ser realizado em gestantes com gravidez gemelar, assim como não é indicado para casos de
supostos pais que tenham parentesco de até segundo grau entre eles. Por fim, também torna-se inviável a execução do
exame em mães que realizaram transplante de medula óssea e/ou transfusão de sangue nos últimos 3 meses.

VÍNCULO GENÉTICO

Praticidade, segurança e agilidade

O setor de Vínculo Genético do DB Molecular oferece um fluxo diferenciado para perícias em caráter de urgência,
tornando possível a liberação do resultado em um prazo reduzido. O código para cadastro desse exame (Código DB:
UPAT) é liberado após contato prévio com a Assessoria Científica para que haja o entendimento de todas as
informações e obrigatoriedades para o envio dessas amostras, além de treinamento específico.

O DB Molecular disponibiliza todo o material necessário para coleta, por meio de um kit personalizado para atender às
necessidades dos laboratórios e dos clientes, sempre seguindo os rigorosos padrões de qualidade estabelecidos pela
ANVISA.

É importante ressaltar que o DB Molecular oferece o acesso digital ao Laudo do Teste de Paternidade. Esse recurso
apresenta muito mais segurança, por não ter seu envio por vias físicas, evitando o risco de trocas, perdas ou fraudes.
Adicionalmente, o laudo chegará com mais agilidade aos envolvidos, sendo liberado de forma online instantaneamente
pelo nosso setor responsável. É gerado um token específico de segurança para cada acesso do cliente, assegurando
todos os pontos exigidos pela cadeia de custódia.

Confira abaixo os exames disponíveis para a investigação do vínculo genético.

VÍNCULO GENÉTICO

 

Encontre um Laboratório Parceiro

Laboratórios Parceiros

Encontre um Laboratório Parceiro

Encontrar