Guia de Exâmes

Guia de Exames

FIBROMAX

O Fibromax é uma ferramenta diagnóstica precisa para as doenças hepáticas. Ele permite ao paciente e ao médico um
criterioso plano de tratamento. Substitui a biópsia, pois não é invasivo, na avaliação do grau de comprometimento do fígado,
fornecendo diagnóstico a longo e a curto prazos.

Patenteado desde 2000, atualmente é usado com mais frequência do que a biópsia de fígado em países, como a França.
Apresenta-se como único biomarcador não invasivo aprovado pela Autoridade Nacional Francesa para a Saúde (HAS).

Para que é utilizado?

É indicado na avaliação hepática de pacientes com suspeita de hepatite B ou C (enzimas hepáticas alteradas, sorologia
positiva para HBV e HCV), esteatose hepática não alcoólica (obesidade e sobrepeso, resistência à insulina, diabetes tipo 2,
dislipidemia e hipertensão arterial), esteatose hepática alcoólica (alcoolistas e hepatite alcoólica aguda) e uso de drogas
ilícitas. O teste é de fácil realização: basta um exame de sangue simples, e o resultado é liberado em alguns dias.

Para que é utilizado?

É indicado na avaliação hepática de pacientes com suspeita de hepatite B ou C (enzimas hepáticas alteradas, sorologia positiva para HBV e HCV), esteatose hepática não alcoólica (obesidade e sobrepeso, resistência à insulina, diabetes tipo 2, dislipidemia e hipertensão arterial), esteatose hepática alcoólica (alcoolistas e hepatite alcoólica aguda) e uso de drogas ilícitas. O teste é de fácil realização: basta um exame de sangue simples, e o resultado é liberado em alguns dias.

FIBROMAX

Biomarcadores

Alfa2 macroglobulina, haptoglobina, apolipoproteína, A1, bilirrubina, gama GT, ALT, AST, glicemia de jejum, colesterol total e triglicerídeos.

Diagnóstico laboratorial

O pacote FibroMaxTM contém todos os testes (FibroTest, SteatoTest, ActiTest, NashTest e Ashtest).

FIBROMAX

Precauções de uso e interpretabilidade

• A confiabilidade dos resultados depende da conformidade com as condições pré-analíticas e analíticas recomendadas pela BioPredictive.
• Os testes devem ser adiados em caso de: hemólise aguda, hepatite aguda, inflamação aguda e colestase hepática extra.
• Deve-se procurar um especialista para interpretação em hemólise crônica e Síndrome de Gilbert.
• A interpretação de teste não é válida em pacientes com transplante de fígado.
• Valores extremos isolados de um dos componentes devem levar à cautela na interpretação dos resultados.
• Em caso de discordância entre o resultado da biópsia e um teste, é recomendável procurar o aconselhamento de um especialista. As
causas dessas discordâncias podem dever-se a uma falha do teste ou a uma falha na biópsia. Uma biópsia do fígado tem uma taxa de
variação de 33% para um estágio de fibrose.
• FibroTest é interpretável para a hepatite B e C, esteatose alcoólicas e não alcoólicas.
• ActiTest é interpretável para a hepatite B e C.
• SteatoTest é interpretável para a hepatite B e C, esteatose alcoólicas e não alcoólicas.
• NashTest é interpretável para esteatose não alcoólica.
• AshTest é interpretável para esteatose alcoólica.

Referências
1. BOURSIER, J. et al. A new combination of blood test and fibroscan for accurate non-invasive diagnosis of liver fibrosis stages in
chronic hepatitis C. l. Am J Gastroenterol, 2011, 106:1255-63.
2. CHROSTEK, L.; PANASIUK, A. Liver fibrosis markers in alcoholic liver disease. World J Gastroenterol, 2014, 20:8018-23.
3. LEROY, V. et al. Prospective evaluation of FibroTest, FibroMeter and HepaScore for staging liver fibrosis in chronic hepatitis B:
comparison with hepatitis C. J Hepatol, 61:28-34, 2014.

Encontre um Laboratório Parceiro

Laboratórios Parceiros

Encontre um Laboratório Parceiro

Encontrar