Guia de Exâmes

Guia de Exames

PASSO A PASSO PARA COLETA VENOSA - CARTAZ

Lembre-se de manter os tubos de coleta na posição vertical.

PASSO A PASSO PARA COLETA VENOSA

1. Verifique os dois braços do paciente e escolha o que apresenta o melhor acesso à veia. Utilize o torniquetepara facilitar o acesso venoso, posicionando-o cerca de 4 dedos acima do local a ser puncionado pelo menor tempo possível.

 

PASSO A PASSO PARA COLETA VENOSA

2. Realize a assepsia no local da punção realizando movimentos únicos no sentido de origem dos pelos ou em “caracol”.

 

PASSO A PASSO PARA COLETA VENOSA

3.  Puncione a veia e insira a agulha o mínimo possível, em um ângulo de aproximadamente 30 graus de 5 a 10mm de profundidade até alcançar o lúmen da veia. Após o início do fluxo, alivie a tensão retirando o torniquete. Mantenha o tubo pressionado no adaptador durante a coleta.

 

PASSO A PASSO PARA COLETA VENOSA

4. Iniciar a homogeneização dos tubos após a coleta de 5 a 8 vezes, delicadamente. Tubos de sorologia também precisam ser homogeneizados. Lembre-se de aguardar a retração do coágulo antes da centrifugação.

 

PASSO A PASSO PARA COLETA VENOSA

5. Estanque o sangue após a remoção da agulha fazendo pressão no local com o algodão por cerca de dois a cinco minutos, depois disso, coloque o adesivo no local.
Descarte o conjunto adaptador-agulha em um recipiente apropriado.

 

PASSO A PASSO PARA COLETA VENOSA

 

6. Centrifugue os tubos de acordo com a recomendação do fabricante.

PASSO A PASSO PARA COLETA VENOSA

Homogeneização por inversão completa Homogeneizar o tubo de forma suave evita o aparecimento da hemólise, formação de coágulo e fibrina.
Obs: respeitar a ordem de coleta dos tubos do CLS (H3-A6).

Encontre um Laboratório Parceiro

Laboratórios Parceiros

Encontre um Laboratório Parceiro

Encontrar